Conflito Femoroacetabular

O que é um Conflito Femoroacetabular?

É uma entidade em que as cargas e os movimentos (sobretudo nos extremos dos arcos de mobilidade) conduzem à existência de trauma agudo ou de repetição, que pode levar a lesão do labrum acetabular e da cartilagem articular,  levando no seu processo evolutivo a uma artrose precoce na articulação da anca.

O mecanismo lesional pode ser de "intrusão" e/ou de "impacção", ou seja mecanismo CAM ou PINCER.

A existência de deformidades de orientação na anca (retroversão acetabular ou do colo femoral, colo femoral varo), de deformidades no colo femoral (deformidades tipo CAM) deformidades no acetabulo (coxa profunda, hipercobertura antero-superior) favorecem o aparecimento destas lesões. 

Na  maioria dos pacientes com Síndrome de Conflito FemoroAcetabular existem estas deformidades ósseas na anca. 

Por vezes temos pacientes com Conflito FemoroAcetabular sem deformidades ósseas.

Cerca de 17% da população apresenta deformidades do colo do fêmur ou do acetabulo (CAM e PINCER)  sem apresentar sintomatologia. Estes casos não são considerados Síndromes de Conflito FemoroAcetabular.

 

 

Quais são os sintomas?

Dor na anca, apontada na maioria das vezes à zona da virilha. Pode também localizar-se na região trocanterica (face lateral da anca) na região glutea (nádega).

Tem, muitas vezes, início após um traumatismo (torção da anca, estiramento, espargata, impacto direto na anca, etc) ou após um aumento de atividade física (laboral ou desportiva).

Actividades com muito impacto ou com amplitudes articulares largas (artes marciais, futebol, bailado! Etc) são propícias a este tipo de lesão.

A dor agrava com a atividade física, impedindo muitas vezes a continuação da prática desportiva ou mesmo laboral. A dor agrava muitas vezes na posição de sentado, ao levantar, certas posições.

 

Que provas diagnosticas tenho que realizar?

As primeiras provas, fundamentais, são realizadas pelo seu médico.

Devem ser efetuadas manobras que permitiam perceber a origem da dor (anca, coluna, joelho, sacro-ilíacas) Se a dor tem origem na anca despem ser efectuadas as manobras adequadas para o estudo do Síndrome de Conflito Femoroacaetabular (Manobra de FADIR, FABER, contramanobra de Ribas, etc)

Na suspeita  do diagnóstico o paciente deve efetuar: 

Rx das ancas, com um protocolo adequado (PROTOCOLO DA ANCA DO ADULTO JOVEM)  que implica posições de realização do exame especiais, de forma a ser possível uma correta avaliação da articulação.

RM da anca. EXAME DIRIGIDO, com ponderações, cortes e penetração adequada

 

Quais são as opções de tratamento do Conflito Femoroacetabular?

Em primeiro lugar é necessário um correto diagnóstico da patologia de cada paciente.

O tratamento deve ter em conta o paciente (idade, peso,actividade, patologias associadas), a anca (tipo de lesões presentes ) e a experiência do cirurgião.

O Conflito Femoro Acetabular pode ser abordado é tratado por:

     Luxação segura da anca, com osteotomia do trocanter e luxação da cabeça femoral.

     Abordagem mini open anterior

     Artroscopia da anca

A artroscopia da anca permite a resolução de quase todos os Conflitos FemoroAcetabulares, e é a técnica menos INVASIVA, permitindo uma recuperação muito mais fácil e rápida. Depende de uma equipa treinada no procedimento.